Brasiliense Futebol Clube

Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo.
Brasiliense
Brasiliense Futebol Clube.png
NomeBrasiliense Futebol Clube
AlcunhasEnse
Jacaré
Esquadrão Amarelo
Jacaré Bolado
Torcedor/AdeptoBrasiliense
MascoteJacaré
Fundação1 de agosto de 2000 (19 anos)
EstádioBoca do Jacaré
Capacidade27 000
LocalizaçãoTaguatinga, DF, Brasil
PresidenteBrasil Luiza Estevão
TreinadorBrasil Ricardo Antônio
PatrocinadorBrasil Grupo OK
Material (d)esportivoMore2
CompetiçãoDistrito Federal (Brasil) Campeonato Brasiliense
BrasilCopa do Brasil
BrasilBrasileirão - Série D
Ranking nacionalAumento (54) 118º lugar, 479 pontos
Websitebrasiliensefc
Cores do TimeCores do TimeCores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do TimeCores do TimeCores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do TimeCores do TimeCores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Brasiliense Futebol Clube é um clube de futebol brasileiro, sediado em Taguatinga, no Distrito Federal. Atualmente disputa a Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol.

O Brasiliense foi fundado em 2000, e antes de completar 2 anos de existência, conseguiu chegar à final da Copa do Brasil de 2002.

É o detentor da maior sequência de títulos estaduais consecutivos no Centro-Oeste com 6 títulos ganhos entre 2004 e 2009. O clube é conhecido pelo seu apelido de "Jacaré" suas cores são o verde, o amarelo e o branco, em referência às cores da bandeira do Distrito Federal.

História

Atlântida Esporte Clube

O Atlântida Esporte Clube foi criado em 8 de julho de 1986 em Taguatinga, por trabalhadores da Atlântida Móveis, uma loja de móveis na capital brasileira. Se Profissionalizou em 1997, quando disputou o campeonato brasiliense da segunda divisão , no seu jogo de estreia venceu o Cristalinense por 2x1. Em 1 de agosto de 2000 , Luís Estêvão, adquiriu o seu CNPJ do clube. O Atlântida, que se encontrava na Segundona Candanga, recebeu então novo nome e novas cores e deu origem ao Brasiliense Futebol Clube.

Brasiliense Futebol Clube

Fundação

O time foi fundado em 1 de agosto de 2000 ao adquirir o CNPJ do Atlântida pelo então ex-senador Luís Estêvão, que por sua vez assumiu a presidência do clube.

Primeiro título e acesso à principal divisão do Distrito Federal

Neste mesmo ano disputou o Campeonato Brasiliense 2ª Divisão , tornando-se o campeão com menos de 5 meses de fundação, garantindo seu primeiro título profissional ao derrotar o ARUC por 2 x 0 no Estádio Mané Garrincha

Um ano após, em 2001, se tornaria vice-campeão brasiliense da principal divisão, tendo inclusive, feito o artilheiro do campeonato, Weldon com 13 gols.

Com o segundo lugar no Candangão de 2001 o Jacaré garantiu vaga na Copa do Brasil de 2002, Série- C (2002) e na Copa Centro-Oeste (2002).

Finalista da Copa do Brasil 2002

Com apenas dois anos de história, o Jacaré conseguiu estabelecer alguns recordes no Distrito Federal e no Brasil.

O clube de Taguatinga se tornou o mais novo finalista de uma Copa do Brasil já em sua primeira participação, em 2002, antes mesmo de seu segundo aniversário. Foi o primeiro e único time candango a disputar uma decisão nacional na elite do futebol.

Depois de eliminar adversários tradicionais como o Náutico, o Fluminense e o Atlético Mineiro, chegou à final da competição, decidindo o título contra o Corinthians.

A primeira partida foi realizada no Estádio Morumbi, tendo como mandante o Corinthians. Após diversos erros de Carlos Eugênio Simon, árbitro da partida, o Brasiliense saiu derrotado por 3x2.

Na segunda partida na Boca do Jacaré, o Brasiliense empatou por 1 x 1 com o Corinthians, com um gol de falta de Wellington Dias, ficando com o vice-campeonato da Copa do Brasil de 2002.

Campeão Brasileiro da Série C 2002

O Brasiliense e o CFZ foram os representantes do futebol do Distrito Federal no Campeonato Brasileiro Série C em 2002.

Os clubes do Distrito Federal fizeram parte do Grupo 9, juntamente com Anápolis, de Anápolis (GO) e o Grêmio Esportivo Inhumense, de Inhumas (GO).

Por causa de uma briga no Estádio Boca do Jacaré o Brasiliense perdeu o mando de campo tendo que mandar o jogo da decisão no Estádio Serra Dourada em Goiânia.

Apenas o Brasiliense passou para a Segunda Fase, quando as 32 equipes classificadas da 1ª fase formaram 16 novos grupos de dois clubes cada. Ao levar a melhor sobre o CENA, de Nova Andradina (MS), o Brasiliense classificou-se para a Terceira Fase.

Na Terceira Fase, as 16 equipes classificadas foram divididas em 8 novos grupos, com dois clubes cada. O Brasiliense voltou a enfrentar o Anápolis e superou novamente o clube goiano, classificando para a Quarta Fase.

Na Quarta Fase, as 8 equipes classificadas foram divididas em 4 novos grupos, com dois clubes cada. O Brasiliense enfrentou o Villa Nova, de Minas Gerais, ao qual venceu duas vezes e se qualificou para a Fase Final do campeonato.

Os quatro clubes que chegaram à Fase Final foram Brasiliense, Ipatinga, Marília e Nacional Futebol Clube (Amazonas).

Esses quatro clubes se enfrentaram em jogos de ida e volta. O Brasiliense somou mais pontos, tornou-se Campeão Brasileiro da Série C e garantiu uma das duas vagas para a Série B de 2003. Detalhe: Brasiliense e Marília chegaram à última rodada com chances de serem campeões, o Brasiliense com 11 pontos e o Marília, com 10. O empate deu o título ao Brasiliense.

O ainda teve os dois artilheiros da competição, com 11 gols, Túlio Maravilha e Wellington Dias.

O Brasiliense com apenas 2 anos de existência teve uma campanha memorável em 2002, sendo vice-campeão da Copa do Brasil de 2002 e sendo Campeão Campeonato Brasileiro da Série C de 2002.

Primeiro Título regional e Campeão Brasileiro da Série B

Depois de dois vice-campeonatos (2001 e 2003) e um terceiro lugar (2002), finalmente o Brasiliense comprovou o favoritismo no campeonato brasiliense de 2004.

Com uma vitória de 1 x 0 sobre o Gama, na decisão do returno, antecipou o inédito título no campeonato.

Campeão Brasileiro da Série B em 2004

Em um campeonato disputado por diversas equipes tradicionais do futebol brasileiro, o Brasiliense se classificou com folga a segunda fase do torneio após liderar a primeira fase e empolgar a grande torcida que comparecia aos jogos do time.

Na segunda fase o time caiu no grupo com Santa Cruz, Ituano e Fortaleza, e o Brasiliense teve muito trabalho nessa fase, se classificando após um empate em 1 x 1 com o Santa Cruz na última rodada.

No quadrangular final o time teria que encarar os outros 3 melhores clubes da competição que eram Bahia, Avaí e Fortaleza.

O jogo do acesso do time do Distrito Federal à elite brasileira foi contra o Fortaleza, com gol do zagueiro Durval, o Brasiliense conquistou pela primeira vez o tão sonhado acesso.

O Brasiliense sagrou-se campeão do Campeonato Brasileiro Série B de 2004 derrotando o Bahia por 3x2.

Rebaixamento e semifinalista da Copa do Brasil de 2007

Depois do rebaixamento no Campeonato Brasileiro da Série A de 2005 o Brasiliense teve muitos altos e baixos ficando 5 anos na Série B.

Teve grande destaque na Copa do Brasil de Futebol de 2007 chegando as semifinais, quando foi eliminado pelo Fluminense em jogo muito polêmico, com grande falha do zagueiro Thiago Martins, que mais tarde viria a abandonar a carreira futebolística para investir no ramo alimentício.

Nessa época a rivalidade com o Gama ganhou dimensão nacional, os dois times se enfrentaram sete vezes pela Série B, com três vitorias para cada e um ficaram bem equilibrados os duelos a nível nacional.

O "Esquadrão Amarelo" completou a sua partida de número 600 no dia 14 de maio de 2011, ao empatar em 0x0 com o rival Gama diante de 15.645 torcedores na Boca do Jacaré pelo Campeonato Brasiliense, neste jogo o clube conquistou Heptacampeão do Campeonato Brasiliense. O Brasiliense levou o título por ter feito melhor campanha do campeonato.

Rebaixamentos e títulos regionais

Depois de ter sido rebaixado para Série B de 2010 , o clube viveu em 2013 o momento mais melancólico de sua história, mesmo conquistando o Octacampeonato Brasiliense na vitórias de 3 x 0 em cima do Brasília no Estádio Mané Garrincha - primeiro título do estádio pós reforma para a Copa do Mundo FIFA de 2014.

Uma derrota por 2 a 1 para o Cuiabá em plena Boca do Jacaré, em jogo que poderia valer sua classificação para a segunda fase da Série C, acabou rebaixando o clube para a Série D, a mais baixa divisão do campeonato brasileiro de futebol.

O clube começou o ano de 2014 tentando se recuperar, mas a má-fase se estendeu e, ainda no primeiro semestre, o Brasiliense amargou eliminações na Copa do Brasil e no Campeonato Brasiliense, onde nem sequer chegou a disputar a final. Disputou a Série D, mas mesmo se reanimando após uma boa campanha na Primeira Fase da competição, o Jacaré caiu nas Quartas-de-Final para o Brasil de Pelotas, novamente em plena Boca do Jacaré, nos pênaltis, por 4 a 3.

Depois de ficar três anos sem ganhar títulos o Brasiliense enfim foi campeão do Campeonato Brasiliense de 2017, ao derrotar o Ceilândia Esporte Clube por 3 x 2 no Estádio Mané Garrincha. Com a conquista do Eneacampeonato Brasiliense, o Brasiliense conquistou a vaga para a Copa do Brasil 2018, Copa Verde 2018 e Série D do Campeonato Brasileiro 2018.

Nos últimos anos (2018 e 2019) o time se sagrou vice-campeão brasiliense, tendo disputado a Copa do Brasil 2019, Copa Verde 2019 e Série D do Campeonato Brasileiro 2019. No campeonato brasileiro acabou sendo eliminado na fase eliminatória pelo Vitória-ES.