Brasília
English: Brasília

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Brasília (desambiguação).
Brasília
Do topo, em sentido horário: Eixo Monumental visto a partir da Torre de TV; Catedral Metropolitana à noite; fachada do Palácio da Alvorada; Ponte Juscelino Kubitschek no Lago Paranoá; edifícios do Setor Bancário Sul e o edifício do Congresso Nacional com o mastro especial da Praça dos Três Poderes ao fundo.
Do topo, em sentido horário: Eixo Monumental visto a partir da Torre de TV; Catedral Metropolitana à noite; fachada do Palácio da Alvorada; Ponte Juscelino Kubitschek no Lago Paranoá; edifícios do Setor Bancário Sul e o edifício do Congresso Nacional com o mastro especial da Praça dos Três Poderes ao fundo.
Bandeira de Brasília
Bandeira
Brasão de armas de Brasília
Brasão de armas
Brasília está localizado em: Brasil
Brasília
Brasília está localizado em: Distrito Federal (Brasil)
Brasília
Mapa do Rio de Janeiro
Coordenadas15° 47' 38" S 47° 52' 58" O
PaísBrasil
Unidade federativaDistrito Federal
Região imediataDistrito Federal
Região intermediáriaDistrito Federal
Região metropolitanaDistrito Federal e Entorno
Fundação21 de abril de 1960 (59 anos)
Área
- Cidade5 779,997 km²[1]
Altitude1 171[3] m
População
 - Total2 974 703[4]
 - Estimativa2 018
 - Metrópole4 560 505[2]
PIB235 497 106,59 mil (IBGE/2016)[5]
PIB per capita79 099,77 (IBGE/2016)[5]
Tipo climáticoTropical
IDH0,824 (PNUD/2010)[6]
Websitewww.brasilia.df.gov.br

Brasília (AFI: /bɾaˈziljɐ/) é a capital federal do Brasil e a sede de governo do Distrito Federal.[7] A capital está localizada na região Centro-Oeste do país, ao longo da região geográfica conhecida como Planalto Central. Segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018, sua população era de 2 974 703 habitantes (4 284 676 em sua área metropolitana), sendo, então, a terceira cidade mais populosa do país.[8][nota 1] Brasília é também a quinta concentração urbana mais populosa do Brasil.[11] A capital brasileira é a maior cidade do mundo construída no século XX.[12]

A cidade possui o maior produto interno bruto per capita em relação às capitais,[13] o quarto maior entre as principais cidades da América Latina e cerca de três vezes maior que a renda média brasileira.[14] Como capital nacional, Brasília abriga a sede dos três poderes da República (Executivo, Legislativo e Judiciário) e 127 embaixadas estrangeiras.[15] A política de planejamento da cidade, como a localização de prédios residenciais em grandes áreas urbanas, a construção da cidade através de enormes avenidas e a sua divisão em setores, tem provocado debates sobre o estilo de vida nas grandes cidades no século XX. O projeto da cidade a divide em blocos numerados, além de setores para atividades pré-determinadas, como o Setor Hoteleiro, Bancário ou de Embaixadas.

O plano urbanístico original da capital, conhecido como "Plano Piloto", foi elaborado pelo urbanista e arquiteto Lúcio Costa, que, aproveitando o relevo da região, adequou-o ao projeto do lago Paranoá, concebido em 1893 pela Missão Cruls.[16] A cidade começou a ser planejada e desenvolvida em 1956 por Lúcio Costa, pelo também arquiteto Oscar Niemeyer e pelo engenheiro estrutural Joaquim Cardozo.[17][18] Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, Brasília tornou-se formalmente a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. Vista de cima, a principal área da cidade é descrita frequentemente como tendo o formato de um avião, mas a proposta inicial de Lúcio Costa era de que se assemelhasse ao sinal da cruz, e um dos eixos foi depois arqueado para se adaptar ao relevo da região.[19][20][21]

A cidade tem um estatuto único no Brasil, já que é uma divisão administrativa distinta de um município legal, como outras cidades brasileiras, semelhante ao que acontece com Washington, D.C., nos Estados Unidos, e com Camberra, na Austrália. A cidade, comumente referida como "Capital Federal" ou "BSB", é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO, devido ao seu conjunto arquitetônico e urbanístico[22] e possui a maior área tombada do mundo, com 112,5 quilômetros quadrados.[23][24]

Gentílico

"Brasiliense" é o nome que se dá a quem nasceu em Brasília. "Candango" é outro termo utilizado para designar os brasilienses, sendo, originalmente, usado para se referir aos trabalhadores que, em sua maioria provenientes da Região Nordeste do Brasil,[25] migravam à futura capital para trabalhar em sua construção. Uma das vertentes etimológicas diz que o termo "candango" vem do termo quimbundo kangundu, diminutivo de kingundu (ruim, ordinário, vilão). Era o termo usado pelos africanos para designar os portugueses.[26][27]

De acordo com o dicionário Michaelis, "candango" significa: "trabalhador, estudante vindo de fora da região para estabelecimento de residência. Nome com que se designam os trabalhadores comuns que colaboraram na construção de Brasília."[28]