Batalha de Legnica

Batalha de Legnica

A Batalha de Legnica (Polonês: Bitwa pod Legnicą), também conhecido como a Batalha de Liegntz (Alemão: Schlacht von Liegnitz) ou Batalha de Wahlstadt (Alemão: Schlacht bei Wahlstatt), ocorrida no dia 9 de abril de 1241 em Legnickie Pole (Wahlstatt), próximo ao distrito de Legnica (Liegnitz) entre os invasores mongóis e uma força combinada de alemães e poloneses sob o comando de Henrique II o Piedoso, duque da Silésia, apoiada pela nobreza feudal e ordens militares como os Templários. Apesar da vitória mongol, este foi o avanço mais a oeste que seus exércitos alcançaram devido a instabilidade política dentro do Império Mongol ocorrida alguns anos depois.

Interpretação histórica

A interpretação histórica da batalha tem sido revisada. Tradicionalmente, a batalha era vista como uma vitória para Henrique, o qual sacrificou sua própria vida, já que os mongóis não avançaram ainda mais a oeste. No entanto, a batalha é agora vista como uma derrota para as forças aliadas; No momento os mongóis não tinham intenções de estender sua campanha mais a oeste, já que o exército mongol que se encontrava na Polônia estava lá para distrair os poloneses de forma a impedi-los de ajudar Bela IV da Hungria, já que a Hungria era o verdadeiro objetivo de Batu Khan e Subedei e depois disso a morte de Ogedei, o Khagan (Grande Khan), não por terem sofrido muitas baixas.