Banguecoque
English: Bangkok

Banguecoque

Bangkok • Krung Thep Maha Nakhonกรุงเทพมหานคร

Horizonte de Banguecoque
Bandeira de Banguecoque
Bandeira
Selo de Banguecoque
Selo
Banguecoque está localizado em: Tailândia
Banguecoque
Localização de Banguecoque na Tailândia
Coordenadas13° 45' 8" N 100° 29' 38" E
País Tailândia
RegiãoCentral
Capital desde21 de abril de 1782
Administração
- TipoÁrea administrativa especial
- GovernadorM.R. Sukhumbhand Paribatra
Área [1]
- Cidade1 568 km²
 - Metro7761 km²
População (est. 2011) [2]
 - Total8 280 925
    • Densidade5 281,2 hab./km²
 - Metrópole14 565 520
    • Densidade metro1 876,8 hab./km²
- IDH (2009)0,933 muito alto
Código de área+66-2
ISO 3166-2TH-10
Websitewww.bangkok.go.th

Banguecoque (pt) ou Bangkok ou Bancoque (pt-BR) (em tailandês: กรุงเทพมหานคร; transl.: Krung Thep Maha Nakhon, Sobre este sompronúncia , pronunciado: [krūŋ tʰêːp mahǎː nákʰɔ̄ːn], ou apenas Loudspeaker.svg? Krung Thep) é a capital e cidade mais populosa da Tailândia, além de principal centro financeiro, corporativo, mercantil, cultural e histórico do país. É a décima cidade mais populosa da Ásia e a vigésima quarta mais populosa do mundo. Situada na margem esquerda do rio Chao Phraya, nas proximidades do Golfo da Tailândia, a cidade possui cerca de 8 280 925 habitantes (2011),[2] enquanto a Grande Bangkok reúne 14,6 milhões de habitantes, sendo que aproximadamente 12,6% da população do país vive na sua área metropolitana, ocupando o posto de 30.ª região metropolitana mais populosa do mundo. A cidade ocupa 1 568,7 quilômetros quadrados, no delta do rio Chao Phraya, e está localizada na região Central da Tailândia.

Historicamente, Bangkok está ligada a um pequeno posto de comércio durante o Reino de Ayutthaya, no século XV, que eventualmente cresceu em tamanho e se tornou o local de duas capitais: Thonburi em 1768 e Rattanakosin em 1782. Bangkok estava situada no centro do reino de Sião (nome adotado pela Tailândia até 1939), sofrendo grande modernização durante o século XIX, quando o país enfrentou pressões do Ocidente. A cidade foi palco de lutas políticas da Tailândia ao longo do século XX, entre as quais as revoltas em que o país aboliu a monarquia absoluta e sofreu inúmeros golpes e revoltas. A cidade cresceu rapidamente durante os anos 1960 até os anos 1980 e agora exerce um impacto significativo entre a política, economia, educação, meios de comunicação e sociedade moderna da Tailândia e do Sudeste Asiático.

Os altos investimentos econômicos recebidos pelos novos tigres asiáticos na décadas de 1980 e 1990 resultou em um grande número de empresas multinacionais sediadas regionalmente em Bangkok. A cidade é hoje uma das principais forças regionais em finanças e negócios. É um centro internacional para o transporte e saúde, e está emergindo como um centro regional para as artes, moda e entretenimento. Destaca-se pelo seu patrimônio arquitetônico e cultural, com numerosos templos, palácios, museus, teatros, bibliotecas e universidades. Os principais marcos de Bangkok são sua cultura, bem como seus distritos notórios, que deram-lhe um apelo exótico. O histórico Grand Palace e templos budistas, incluindo Wat Arun e Wat Pho, contrastam com outras atrações turísticas, como as cenas da vida noturna de Khaosan Road e Patpong. Bangkok é um dos principais destinos turísticos do mundo. É nomeada a cidade mais visitada na Global Destination Cities Index da MasterCard, e foi nomeada a "Melhor Cidade do Mundo" por quatro anos consecutivos pela revista norte-americana Travel + Leisure. Em 2006, foi a segunda cidade com maior número de turistas no mundo, com 10,35 milhões de turistas no ano, sendo superada apenas por Londres.[3]

O rápido crescimento de Bangkok, associado ao pouco planejamento e regulação do urbanismo, resultou em uma paisagem urbana desordenada e sistemas de infraestrutura inadequados. Estradas limitadas, apesar de uma extensa rede de autoestradas, juntamente com o uso substancial de estacionamento privado, resultaram em congestionamento do tráfego e rede viária ineficiente. Este, por sua vez, causou grave poluição do ar na década de 1990. A cidade desde então virou-se para o transporte público em uma tentativa de resolver este grave problema. Quatro linhas de trânsito rápido estão agora em operação, com mais sistemas em construção ou planejados pelo governo nacional e a Administração Metropolitana de Bangkok.

Etimologia

O nome da cidade na escrita tailandesa, segundo o Guinness Book, é o mais extenso do mundo: Krung Thep Mahanakhon Amon Rattanakosin Mahinthara Ayuthaya Mahadilok Phop Noppharat Ratchathani Burirom Udomratchaniwet Mahasathan Amon Piman Awatan Sathit Sakkathattiya Witsanukam Prasit (em tailandês: กรุงเทพมหานคร อมรรัตนโกสินทร์ มหินทรายุธยามหาดิลก ภพนพรัตน์ ราชธานีบุรีรมย์ อุดมราชนิเวศน์ มหาสถาน อมรพิมาน อวตารสถิต สักกะทัตติยะ วิษณุกรรมประสิทธิ์, Sobre este sompronúncia ), possui 152 letras.[4] De acordo com a romanização deste alfabeto, também pode escrever-se da seguinte maneira: Krung-dēvamahānagara amararatanakosindra mahindrayudhyā mahātilakabhava navaratanarājadhānī purīramya utamarājanivēsana mahāsthāna amaravimāna avatārasthitya shakrasdattiya vishnukarmaprasiddhi, que, em português, pode significar: "cidade dos anjos, grande cidade dos imortais, magnífica cidade das nove gemas, sede do rei, cidade dos palácios reais, lar dos deuses encarnados, erguida por Vishvakarman sob comando de Indra").[4] Já os exônimos lusofônicos para a cidade são: Banguecoque, predominante em português europeu, e Bangkok, Bangcoc, Bancoque[5][6][7][8][9] ou Bancoc em português brasileiro[10][11][12][13][14] provavelmente vêm de Bang Ko que em tailandês significa "ilha".