Bélgica

Disambig grey.svg Nota: Belga redireciona para este artigo. Para o povo belga, veja Belgas. Para a agência de notícias, veja Agência Belga.
Koninkrijk België (flamengo)
Royaume de Belgique (francês)
Königreich Belgien (alemão)

Reino da Bélgica
Bandeira da Bélgica
Brasão de Armas
BandeiraBrasão de armas
Lema: Flamengo: Eendracht maakt macht
Francês: L'union fait la force
Alemão: Einigkeit macht stark
("A União faz a força")
Hino nacional: "La Brabançonne"
Gentílico: belga,
bélgico[1]

Localização da Bélgica

Localização da Bélgica (em vermelho)
No continente europeu (em cinza)
Na União Europeia (em branco)
Capital50° 54' 00" N 4° 32' 00" E
Cidade mais populosaBruxelas
Língua oficialFlamengo, francês e alemão
GovernoMonarquia constitucional
Democracia Federal Parlamentar
 - ReiFilipe
 - Primeiro-ministroCharles Michel
 - Presidente do Tribunal Real ConstitucionalDylan Dussenne
Independênciados Países Baixos 
 - Declarada4 de outubro de 1830 
 - Reconhecida19 de abril de 1839 
Entrada na UE25 de março de 1957(membro co-fundador)
Área 
 - Total30 528 km² (140.º)
 - Água (%)6,4
População 
 - Estimativa para 200810 403 951 hab. (77.º)
 - Censo 200110 296 350 hab. 
 - Densidade342 hab./km² (29.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 467,116 bilhões*[2] (30.º)
 - Per capitaUS$ 41 740[2] (20.º)
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 527,810 bilhões*[2] (21.º)
 - Per capitaUS$ 47 164[2] (16.º)
IDH (2015)0,896 (22.º) – muito elevado[3]
Gini (2011)26,3[4]
MoedaEuro¹ (EUR)
Fuso horárioCET (UTC+1)
 - Verão (DST)CEST (UTC+2)
Org. internacionaisONU (OMC), União Europeia
Cód. ISOBEL
Cód. Internet.be
Cód. telef.+32
Website governamentalwww.belgium.be

Mapa da Bélgica

Bélgica (em neerlandês: België ˈbɛl.ɣi.jə ( ouvir); em francês: Belgique bɛlʒik ( ouvir); em alemão: Belgien ˈbɛlɡiən ( ouvir)), oficialmente Reino da Bélgica (em neerlandês: Koninkrijk België, em francês: Royaume de Belgique, em alemão: Königreich Belgien), é um país situado na Europa ocidental. É um dos membros fundadores da União Europeia (UE), inclusive hospedando a sede, bem como as de outras grandes organizações internacionais, como a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).[nota 1] A Bélgica tem uma área de 30.528 quilômetros quadrados e uma população de cerca de 10,7 milhões de habitantes.

Ocupando a fronteira cultural entre a Europa germânica e a Europa latina, a Bélgica é basicamente constituída por dois grupos linguísticos: os flamengos, falantes do holandês, e os valões, que falam francês, além de um pequeno grupo de pessoas que falam a língua alemã. As duas maiores regiões da Bélgica são a região de língua holandesa de Flandres, no norte, com 59% da população e a região francófona da Valónia, no sul, habitada por 31% dos belgas. A Região de Bruxelas, oficialmente bilíngue, é um enclave de maioria francófona na Região flamenga e tem 10% da população.[5][6][7][8][9] Uma pequena comunidade de língua alemã existe no leste da Valónia.[10] A diversidade linguística da Bélgica e conflitos políticos e culturais são refletidos na história política e no complexo sistema de governo do país.[11][12]

O nome "Bélgica" é derivado de Gália Belga, uma província romana na parte setentrional da Gália, que era habitada pelos belgas, uma mistura de povos Celtas e Germânicos.[13][nota 2] Historicamente, Bélgica, Holanda e Luxemburgo eram conhecidos como os Países Baixos, nome utilizado para designar uma área um pouco maior do que o atual grupo de países chamado Benelux. Do final da Idade Média até o século XVII, o país era um próspero centro de comércio e cultura. A partir do século XVI até a Revolução Belga em 1830, muitas batalhas entre as potências europeias foram travadas na área da atual Bélgica, fazendo com que o país fosse apelidado de "campo de batalha da Europa",[14][15][16] reputação reforçada pelas duas Guerras Mundiais.

Após a sua independência, a Bélgica logo participou da Revolução Industrial[17][18] e, no final do século XIX, possuía várias colônias na África.[19] A segunda metade do século XX foi marcada pela ascensão de conflitos comunais entre os flamengos e os francófonos, alimentados por diferenças culturais e por uma evolução econômica assimétrica entre os Flandres e a Valónia. Estes conflitos, ainda ativos, têm causado profundas reformas do Estado unitário ex-belga para um estado federal.

Etimologia

O nome "Bélgica" é derivado de Gália Belga, uma província romana na parte setentrional da Gália, que era habitada pelos belgas, uma mistura de povos Celtas e Germânicos.[20][nota 2]