Arménia

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Arménia (desambiguação).
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Հայաստանի Հանրապետություն
Hayastani Hanrapetut'yun

República da Arménia / Armênia
Bandeira de Arménia
Brasão de Arménia
BandeiraBrasão de Armas
Lema: Uma Nação, Uma Cultura

Մեկ Ազգ, Մեկ Մշակույթ;; Mek Azg, Mek Mshakouyt

Hino nacional: Mer Hayrenik
Gentílico: arménio / armênio ou armeno

Localização de Arménia

CapitalYerevan coa.gif Erevã¹
40º16'N 44º34'E
Cidade mais populosaErevã
Língua oficialarmênio/arménio
GovernoRepública semipresidencialista
 - PresidenteSerj Sargsyan
 - Primeiro-ministroKaren Karapetyan
 - Presidente da Assembleia NacionalAra Babloyan
Formação e independência 
 - Data tradicional11 de agosto de 2 492 a.C. 
 - Nairi1 200 a.C. 
 - Urartu840 a.C. 
 - Dinastia orôntida560 a.C. 
 - Reino da Arménia formado190 a.C. 
 - República Democrática da Arménia estabelecida28 de maio de 1918 
 - Independência da União Soviética23 de agosto de 1990 (declarada)
21 de setembro de 1991 (reconhecida)
25 de dezembro de 1991 (finalizada) 
Área 
 - Total29 743 km² (141.º)
 - Água (%)4,71
População 
 - Estimativa para 20143 009 800[1] hab. (134.º)
 - Densidade101,2 hab./km² (99.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2010
 - TotalUS$ 17,086 mil milhões * 
 - Per capitaUS$ 5 178 
IDH (2015)0,743 (84.º) – elevado[2]
MoedaDram arménio (AMD)
Fuso horário(UTC+4)
 - Verão (DST)(UTC+5)
Cód. Internet.am
Cód. telef.+374
¹ Também referida como "Erivan" ou "Yerevan".
² Posição baseada na estimativa de 2005 da ONU da população de facto.

A Arménia (português europeu) ou Armênia (português brasileiro) (em arménio: Հայաստան; transl.: Hayastan, ou Հայք, Hayq), denominada oficialmente de República da Arménia (em arménio: Հայաստանի Հանրապետություն, Hayastani Hanrapetut'yun), é um país sem costa marítima localizado numa região montanhosa na Eurásia, entre o mar Negro e o mar Cáspio, no sul do Cáucaso.

Faz fronteira com a Turquia a oeste, Geórgia a norte, Azerbaijão a leste, e com o Irão e com o enclave de Nakhchivan (pertencente ao Azerbaijão) ao sul. Apesar de geograficamente estar inteiramente localizada na Ásia, a Arménia possui extensas relações sociopolíticas e culturais com a Europa.[3]

Foi a menor das repúblicas da extinta União Soviética. A Arménia configura-se num estado unitário, multipartidário, democrático, com uma antiga herança histórica e cultural. Historicamente foi a primeira nação a adotar o cristianismo como religião de Estado[4] em 301.[5] A Arménia é constitucionalmente um estado secular, tendo a fé cristã uma grande identificação com o povo. O país é uma democracia emergente e por causa de sua posição estratégica, tenta conciliar alianças com a Rússia e com o Oriente Médio. Entre 1915 e 1923 sofreu o que os historiadores consideram o primeiro genocídio do século XX, perpetrado pelo Império Otomano e negado até hoje pela República da Turquia. As mortes são estimadas em 1,5 milhão de arménios e a deportação de milhões de outros, fazendo com que a Arménia tenha uma diáspora gigantesca pelo mundo, de descendentes que fugindo das perseguições, tomaram o rumo de países como França, Estados Unidos, Argentina, Brasil, Líbano e muitos outros.

A Arménia é atualmente membro de mais de 40 diferentes organizações internacionais, incluindo a ONU, o Conselho da Europa, Banco Asiático de Desenvolvimento, CEI, Organização Mundial do Comércio e a Organização de Cooperação Económica do Mar Negro. É observadora da Francofonia, e do Movimento Não-Alinhado. A Arménia também atua em organizações internacionais de desportos, como a FIFA, a UEFA, e a Federação Internacional de Hóquei no Gelo.

Etimologia

Haik, o lendário fundador da nação arménia

O nome nativo para o país é Haik. Na Idade Média foi aumentado para Hayastan, pela adição do sufixo -stan que significa terra. O nome é tradicionalmente derivado de Haik (Հայկ), o lendário patriarca dos arménios e trineto de Noé, que segundo Moisés de Corene foi quem defendeu seu povo do rei babilônio Bel e estabeleceu seu povo na região das montanhas do Ararate.[6] Porém, a mais remota origem do nome é incerta.

O exónimo Arménia aparece pela primeira vez em persa antigo na inscrição de Behistun (515 a.C.) como Armina (Old Persian a.png Old Persian ra.png Old Persian mi.png Old Persian i.png Old Persian na.png). Em grego clássico, Ἀρμένιοι (arménios) aparece pela primeira vez numa inscrição atribuída a Hecateu de Mileto (m. 476 a.C.).[7] As duas aparições na mesma época atestam a que o nome era empregado realmente naquela época.

Heródoto (440 a.C.) escreveu "Os arménios eram equipados como colonos frígios" (7.73).[8] Algumas décadas depois, Xenofonte, um general grego na guerra contra os persas, descreve muitos aspectos do cotidiano das vilas arménias e a sua hospitalidade. Ele relata que o povo fala uma língua que, para seus ouvidos, assemelhava-se ao persa.[9]

"Os sobrenomes terminam com 'ian', que significa algo como 'filho de'" diz a professora de dança Claudia Mascotian.[10]