Antilhas Neerlandesas



Nederlandse Antillen
Antia Neerlandes

Antilhas Neerlandesas

País constituinte do
Reino dos Países Baixos

Flag of the Netherlands.svg
1954 – 2010Flag of Aruba.svg
 
Flag of Curaçao.svg
 
Flag of Sint Maarten.svg
 
Flag of the Netherlands.svg
FlagBrasão
BandeiraBrasão
Lema nacional
Libertate unanimus (em português: «Unidos pela liberdade»)
Hino nacional
Hino nacional das Antilhas Neerlandesas


Localização de Antilhas Neerlandesas / Holandesas
Localização das Antilhas Neerlandesas / Holandesas
ContinenteAmérica
PaísPaíses Baixos
CapitalWillemstad
Língua oficialNeerlandês, papiamento e inglês
GovernoMonarquia Constitucional parlamentar
Governador
 • 1951-1956Teun Struycken
 • 1962-1970Cola Debrot
 • 1983-1990René Römer
 • 2002-2010Frits Goedgedrag
Rainha
 • 1954-1980Juliana dos Países Baixos
 • 1980-2010Beatriz dos Países Baixos
História
 • 15 de dezembro de 1954Fundação
 • 10 de outubro de 2010Dissolução
Área
 • 2001800 km2
População
 • 2001 est.175 653 
     Dens. pop.219,6 hab./km²
MoedaFlorim das Antilhas Neerlandesas

As Antilhas Neerlandesas ou Antilhas Holandesas[1] (em papiamento: Antia Neerlandes; em neerlandês: Nederlandse Antillen) foram um território autónomo neerlandês das Caraíbas (Caribe) formado por dois grupos de ilhas. Um dos grupos encontrava-se no norte das Pequenas Antilhas e o outro ao largo da costa da Venezuela, próximo de outra dependência autônoma dos Países Baixos, Aruba. A capital era a cidade de Willemstad, localizada na ilha da Curaçao.

História

As ilhas foram descobertas por exploradores a serviço da Coroa Espanhola no século XV, a quem pertenceram até serem conquistadas pelos Países Baixos, durante o século XVII. Em 1954 deixaram de ter o status de colônia para se transformarem em um país constituinte do Reino dos Países Baixos.

A 1 de Janeiro de 1986, Aruba separou-se das Antilhas Neerlandesas e tornou-se um país constituinte do Reino dos Países Baixos.

Em 2004 uma comissão dos governos das Antilhas Neerlandesas e dos Países Baixos aconselhou a revisão do estatuto do Reino dos Países Baixos, no sentido de dissolver aquela dependência, formando dois territórios separados, mas associados aos Países Baixos: Curaçao e São Martinho. Bonaire, Saba e Santo Eustáquio ficariam como "ilhas da coroa". A 10 de outubro de 2010 a dissolução ocorreu, com Curaçao e São Martinho se tornando (assim como Aruba) países constituintes dos Países Baixos e as outras 3 ilhas se tornando municípios especiais (neerlandês: bijzondere gemeenten).[2]