Alto-alemão

O mapa mostra a divisão dos grandes grupos linguísticos da Alemanha. Pertencentes ao grupo do alto-alemão: alemão superior a verde, alemão central a azul. O grupo do baixo-alemão aparece a amarelo. As isoglossas de Benrath e Speyer dividem as regiões.

O alto-alemão (em alemão Hochdeutsch, Hochdeutsche Sprache) é um dos grupos linguísticos da língua alemã (juntamente com o baixo-alemão)[1]. É qualquer uma das variantes linguísticas do Hochdeutsch (língua oficial), luxemburguês e iídiche, assim como de dialectos locais alemães falados nas regiões sul e central da Alemanha, na Áustria, Liechtenstein, Suíça e zonas fronteiriças na Bélgica, França (Alsácia e norte de Lorraine), Itália e Polónia. Também é falado em antigas colónias como na Transilvânia (Roménia), Rússia, Estados Unidos e Namíbia[2].

O alto-alemão divide-se nas famílias alemão superior e alemão central (ver mapa)[3].

Alto (no termo alto-alemão) refere-se às regiões montanhosas do centro e sul da Alemanha e dos Alpes, em oposição a baixo (no termo baixo-alemão) que se refere às regiões planas da costa norte do país[4].

  • ver também

Ver também

Referências

  1. «German language». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 20 de julho de 2019 
  2. «Sprechen Sie Deutsch?». The Economist. 25 de março de 2010. 0013-0613 
  3. Versloot, Arjen P. «Geography and Dialects in Old Saxon: River basin communication networks and the distributional patterns of Ingwaeonic features in Old Saxon» (em inglês) 
  4. Stevenson, Angus.; Waite, Maurice. (2011). Concise Oxford English dictionary 12th ed ed. Oxford: Oxford University Press. ISBN 9780199601080. 692291307 


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia .