Alentejo (NUTSII)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Alentejo (NUTSII) (desambiguação).
Localização da região (NUT II) do Alentejo. Vermelho: Alentejo; Verde floresta: Parte do Ribatejo incluída na região NUTSII do Alentejo; Verde-lima: Parte do Ribatejo incluída na região NUTSII do Centro; Verde esmeralda: Parte do Ribatejo incluída na Área Metropolitana de Lisboa
Paisagem típica da região do Alentejo.

O NUT II do Alentejo é uma região do centro-sul de Portugal. Compreende integralmente os (extintos) distritos de Portalegre, Évora e Beja, e a metade sul do distrito de Setúbal e parte do distrito de Santarém, sendo assim a maior região estatística de Portugal em termos de área. Limita a norte com a Região do Centro (Região das Beiras), a leste com a Estremadura e a Andaluzia (Espanha), a sul com a Região do Algarve e a oeste com a Área Metropolitana de Lisboa e também com o Oceano Atlântico. Tem uma área de 31 551,2 km² (33% do continente) e 760 098 habitantes (censos 2011)[1] (7,6% do Continente, 7,4% de Portugal). Compreende uma das NUTS II de Portugal. A região do Alentejo propriamente dito (sem a Lezíria do Tejo) tem 511 157 habitantes e 27 276 km²

No nível de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) que classifica a qualidade de vida dos cidadãos, a região do Alentejo apresenta uma taxa de 0,872 que é considerada como muito elevada e acima da média nacional.[2] A nível de segurança e criminalidade, o Alentejo é a região com a mais baixa taxa de criminalidade no país e ainda uma das regiões mais seguras de Portugal.[3]

Segundo dados estatísticos do INE, em 2014 a média salarial no NUT II do Alentejo estava nos 804,00€, fazendo desta a terceira melhor região a nível nacional no que diz respeito à média salarial dos trabalhadores.[4]

Note-se que esta divisão não coincide com a antiga região tradicional do Alentejo, que era constituída por duas das antigas províncias: o Alto e Baixo Alentejo e que era ligeiramente menor que a actual, incluindo apenas os distritos de Évora e Beja (na sua totalidade), praticamente todo o distrito de Portalegre (excepto o concelho de Ponte de Sôr, que fazia parte da antiga província do Ribatejo), e a metade sul do de Setúbal (os concelhos desse distrito que fazem parte da actual região do Alentejo Litoral (Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines). Deste modo, a sub-região (NUT III) da Lezíria do Tejo.

Uma rua típica de Monsaraz.
A planície alentejana.

Geografia

O NUT II do Alentejo divide-se em 5 sub-regiões e compreende 58 municípios e cerca de 400 freguesias.

A cidade de Portalegre
A vila de Mértola

Há 22 localidades com a categoria de cidade no NUT II do Alentejo. Segue-se uma lista dessas cidades ordenada pela população total dos seus centros urbanos e respectivos concelhos (Censos 2011)[5]:

  1. Évora – 49 252 habitantes | Município: 55 624 habitantes
  2. Santarém - 29 929 habitantes | Município: 61 222 habitantes
  3. Beja – 23 400 habitantes | Município: 35 319 habitantes
  4. Samora Correia – 17 123 habitantes (Está inserida no concelho de Benavente)
  5. Elvas – 16 640 habitantes | Município: 23 079 habitantes
  6. Portalegre – 15 374 habitantes | Município: 24 230 habitantes
  7. Sines – 14 038 habitantes | Município: 14 076 habitantes
  8. Montemor-o-Novo – 12 000 habitantes | Município: 17 073 habitantes
  9. Almeirim – 11 700 habitantes | Município: 24 504 habitantes
  10. Vendas Novas – 11 123 habitantes | Município: 11 827 habitantes
  11. Cartaxo – 10 700 habitantes | Município: 24 462 habitantes
  12. Vila Nova de Santo André – 10 647 habitantes (Está inserida no concelho de Santiago do Cacém)
  13. Rio Maior –  8 000 habitantes | Município: 21 192 habitantes
  14. Moura – 8 000 habitantes | Município: 14 809 habitantes
  15. Ponte de Sôr – 7 750 habitantes | Município: 16 366 habitantes
  16. Estremoz – 7 483 habitantes | Município: 13 944 habitantes
  17. Reguengos de Monsaraz – 7 261 habitantes | Município: 10 721 habitantes
  18. Alcácer do Sal – 6 700 habitantes | Município: 12 716 habitantes
  19. Santiago do Cacém – 6 403 habitantes | Município: 29 833 habitantes
  20. Serpa – 5 000 habitantes | Município: 15 467 habitantes
  21. Aljustrel – 4 600 habitantes | Município: 9 257 habitantes
  22. Borba – 4 537 habitantes | Município: 7 245 habitantes

Entre as vilas sede de concelho, as mais populosas são as de Benavente (11.500 habitantes), Grândola (10.600 habitantes) e Campo Maior (7.800 habitantes).