Albânia

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Republika e Shqipërisë
República da Albânia
Bandeira da Albânia
Brasão da Albânia
BandeiraBrasão de armas
Lema: Ti Shqipëri më jep nder, më jep emrin shqipëtar! [1][2]
(Albanês: "Tu, Albânia, deste-me honra, deste-me o nome albanês!")
Hino nacional: Hymni i Flamurit [3][4]
Gentílico: Albanês[5]

Localização da Albânia

Localização da Albânia (em verde)
No continente europeu (em cinza escuro)
Capital41° 20' 00" N 19° 48' 00" E
Cidade mais populosaTirana
Língua oficialAlbanês¹
GovernoRepública parlamentarista unitária
 - PresidenteIlir Meta
 - Primeiro-ministroEdi Rama
 - Presidente do KuvendiGramoz Ruçi
 - Chefe de JustiçaXhezair Zaganjori
Formação 
 - Principado de Arbër1190 
 - Liga de Lezhë2 de março de 1444 
 - Independência do Império Otomano28 de novembro de 1912 
 - Reconhecida pelas Grandes Potências2 de dezembro de 1912 
 - Atual Constituição28 de novembro de 1998 
Área 
 - Total28 748 km² (143.º)
 - Água (%)4,7
 FronteiraMontenegro, Cosovo (de fato)/Sérvia (de jure), Macedónia e Grécia
População 
 - Estimativa para 2017[6]2 876 591 hab. 
 - Censo 2011[7]2 800 138 hab. 
 - Densidade111.1 hab./km² (63.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2017
 - TotalUS$ 36,524 bilhões
(Aumento 3,46%) 
 - Per capitaUS$ 11,928 
IDH (2017)0,785 (68.º) – elevado[8]
MoedaLek (ALL)
Fuso horárioCET (UTC+1)
 - Verão (DST)CEST
Cód. ISOAL
Cód. Internet.al
Cód. telef.+355

Mapa da Albânia

¹ Grego, Macedónio e outras línguas regionais são reconhecidas pelo Governo como línguas minoritárias.

A Albânia (em albanês: Shqipëri/Shqipëria), oficialmente República da Albânia (em albanês: Republika e Shqipërisë), é um pequeno país montanhoso da península Balcânica, no sudeste da Europa.[9] Tem uma área total de 28 748 km² e uma população de cerca de 3 milhões de pessoas.[10]

Situada na borda ocidental da península Balcânica, limita-se ao norte com o Montenegro, a nordeste com o Cosovo, a leste com Macedônia e Grécia e ao sul e oeste com o Mar Adriático, do outro lado do qual se encontra a Itália.[11] A língua oficial é o albanês.[11] Na atualidade, a Albânia está entre os países menos desenvolvidos da Europa,[12] embora possua indicadores sociais superiores ao da média brasileira (em 2013). Segundo dados de 2011, cerca de 53% da população da Albânia vive em zonas urbanas (dos quais cerca de 25% vivem na capital Tirana), e 47% em zonas rurais. Em 2012, existiam na Albânia aproximadamente 120 mil automóveis.[13]

A Albânia foi uma nação comunista da Segunda Guerra Mundial até 1992.[14] Todavia, rompeu relações com a ex-União Soviética em 1961, e aliou-se à China.[15] O rompimento com a União Soviética separou a Albânia dos contatos com a maioria dos outros países.[15] Poucos visitantes estrangeiros têm permissão de entrar na Albânia.[15] A partir de 1978, as relações com a China ficaram estremecidas.[15] A Albânia fez parte do Império Otomano por mais de 400 anos.[16] Conquistou sua independência em 1912. Seu nome em albanês é Shqipëria, que significa A Terra da Águia.[17] O nome oficial da Albânia é Republika e Shqipërisë (República da Albânia).[18] Tirana, com cerca de 454 000 habitantes, é a capital e maior cidade do país.[6]

O país é membro das Nações Unidas, do Banco Mundial, da UNESCO, da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), da Organização Mundial do Comércio (OMC), do Conselho da Europa (COE), da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI). É também um candidato oficial para a adesão à União Europeia. Além disso, é um dos membros fundadores da Comunidade da Energia, incluindo a Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro e a União para o Mediterrâneo.

Etimologia

O nome Albânia, do grego Albanía e do latim Albania, aparece pela primeira vez com Ptolomeu (c. 90 - Canopo c. 168) referindo-se ao país considerado. Já como região da Ásia Menor, à margem do Cáspio, aparece com Plínio (23-79), ademais do fato de que os gentílicos latinos albanenses, albaniaci, albanienses e albani signifiquem, em diferentes situações textuais dos clássicos latinos, os habitantes das duas Albânias acima referidas e ainda da região de Alba Longa, perto do Lácio, na Itália, e duma Albânia na Tarraconense. A Albânia de que se trata neste artigo parece ter o nome formado da raiz céltica alp, "altura", de que o vocábulo Alpes é cognato. Os albaneses a si mesmos se chamam skipetars, "moradores de terras altas".[17]