Órgão (anatomia)

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o conceito de Órgão em Anatomia. Para outras definições, veja Órgão.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não acadêmico)
O estômago é um exemplo de órgão.

Em biologia, um órgão (do latim organum, "instrumento, ferramenta", do grego όργανον (órganon), "órgão, instrumento, ferramenta") é um grupo de tecidos que desempenham uma função específica ou grupo de funções. Usualmente existem tecidos "principais" e "esporádicos". O tecido principal é aquele que é único para um órgão específico. Por exemplo, o tecido principal no coração é o miocárdio, enquanto os esporádicos são os nervos, sangue, tecido conjuntivo, etc.

Em botânica e zoologia - principalmente na anatomia, um órgão é um conjunto de tecidos que evoluíram para executar determinada função vital. Alguns órgãos comuns aos vertebrados são o coração, o cérebro, o estômago, etc. Nas plantas "superiores", os órgãos principais são a raiz, o caule, as folhas, as flores e os frutos.

Um conjunto de órgãos com funções relacionadas chama-se um sistema. Por exemplo, o sistema respiratório dos animais ou o sistema radicular das plantas vasculares.

Órgãos dos animais

Os órgãos dos animais incluem o coração, pulmão, cérebro, olhos, estômago, baço, ossos, pâncreas, rim, fígado, intestinos, pele (o maior órgão), bexiga, e os órgãos sexuais. Os órgãos internos coletivamente são às vezes chamados de "vísceras".