Óptica

Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2016).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para .
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Física






As Equações de Maxwell
Física
História da Física
Filosofia da Física
Ao atravessar esta superfície de plexiglas, a maior parte do raio de luz é refratada (raio inferior) e uma pequena parte é refletida (raio superior).

A óptica (português brasileiro) ou ótica (português europeu)[1] (do grego optiké: que significa “visão’’)[2] é o ramo da Física que estuda os fenômenos que têm como causa determinante a energia radiante. A óptica explica, a partir das proposições quanto às trajetórias seguidas pela luz, inclusive infravermelha e ultravioleta, e estudo da natureza constitutiva da luz, as causas dos defeitos da visão, projeção de imagens, funcionamento de espelhos, a estrutura do átomo, entre outras coisas.[3]

Esse ramo da física estuda fenômenos envolvendo a luz visível, infravermelha, e ultravioleta; entretanto, uma vez que a luz é uma onda electromagnética, fenômenos análogos acontecem com os raios X, micro-ondas, ondas de rádio, e outras formas de radiação electromagnética. A óptica, nesse caso, pode se enquadrar como uma subdisciplina do eletromagnetismo. Alguns fenômenos ópticos dependem da natureza da luz e, nesse caso, a óptica se relaciona com a mecânica quântica.

Segundo o modelo para a luz utilizada, distingue-se entre os seguintes ramos, por ordem crescente de precisão (cada ramo utiliza um modelo simplificado do empregado pela seguinte):

  • Óptica geométrica: trata a luz como um conjunto de raios que cumprem o princípio de Fermat. Utiliza-se no estudo da transmissão da luz por meios homogêneos (lentes, espelhos), a reflexão e a refração. Compreende o estudo de fatos relativamente simples, usando a construção geométrica e leis empíricas representando o percurso retilíneo dos raios de luz. Ela classifica dois tipos de corpos: os corpos que produzem e emitem luz, chamados de fonte primária de luz ou corpos luminosos. E também os corpos que enviam a luz que recebem, aqueles que não produzem Luz,chamadas de fontes secundárias de luz ou corpos iluminados.[2]

Meios ópticos

A Luz sendo uma onda eletromagnética, se propaga no vácuo com a mesma velocidade 300.000 km/s. A propagação na matéria é diferente,dependendo das características do material, densidade, espessura,composição, a luz encontra dificuldade para atravessar. Recebem o nome de meios ópticos os meios em que há a propagação da luz, de acordo com sua propagação os meios são classificados em:

  • Transparente: os meios transparentes são meios em que a luz o percorre em trajetórias bem definidas. Ou seja, a luz passa por esse meio regularmente, ou seja, o observador vê um objeto com nitidez através do meio. E o único meio que pode ser considerado transparente é o vácuo. Alguns meios sem ser o vácuo podem ser considerados meios transparentes, porém, quando em pequenas espessuras, alguns exemplos: ar, vidro comum, papel celofane, água
  • Translúcido: nos meios translúcidos a luz não passa por eles com tanta facilidade como nos meios transparentes, sua trajetória não é regular. Esse tipo de meio tem exemplos como: papel manteiga, vidro fosco, as nuvens.
    Demonstração de exemplos de meios ópticos.
  • Opaco: nos meios opacos a luz não se propaga. Esses meios absorvem e refletem essa luz, a luz absorvida é transformada em outras formas de energia. Existem inúmeros meios opacos, como: madeira, papelão, parede, folha de papel, etc.[4]