Épico (género)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Épico.

Originalmente, épico é o nome de um gênero tradicional de poesia, conhecida como poesia épica.[1] No entanto, atualmente o termo é também usado em outros tipos de expressão artística, como romances, peças de teatro, músicas e filmes,[1] onde a história se centra em personagens heroicos, e a ação tem lugar em grande escala, tal como na poesia épica. Os épicos neste sentido são representações majestosas capazes de capturar lutas espantosas, tais como histórias de guerra, aventuras, e outros esforços de grande envergadura ao longo de extensos períodos de tempo.[2] As histórias de personagens heroicos tiradas da vida real também têm sido referidas como épicos. Exemplos de épicos notáveis incluem as aventuras de Ernest Shackleton na exploração da Antártica e novelas históricas tais como Guerra e Paz.

Poesia

Ver artigo principal: Poesia épica

Os Lusíadas é a melhor obra de poesia épica, do escritor português Luís Vaz de Camões, considerada a "epopeia portuguesa por excelência". Provavelmente concluída em 1556, foi publicada pela primeira vez em 1572 no período literário do classicismo, três anos após o regresso do autor do Oriente.